Avança expansão da Furg em São Lourenço do Sul - Prédio no centro da cidade deverá abrigar novos cursos

Uma reunião no Ministério da Educação (MEC), em Brasília, tratou da expansão da Universidade Federal do Rio Grande (Furg) em São Lourenço do Sul. Durante encontro com o titular da pasta, ministro Henrique Paim, o prefeito da cidade, Daniel Raupp e o deputado Henrique Fontana (PT-RS) apresentaram o prédio da Cooperativa de Arroz de São Lourenço do Sul, no centro da cidade, para que a instituição construa seu novo campus. Conforme a reitora da Furg, Cleuza Maria Sobral Dias, a estrutura contará com novos cursos, casa do estudante, restaurante universitário, além das salas de aula, laboratórios e espaços administrativos.

O ministro ficou interessado na proposta e já encaminhou ofício para o ministro Luís Inácio Adams da Advocacia-Geral da União que deverá encaminhar a aquisição da área através de doação para a Furg. O patrimônio pertence à cooperativa e encontra-se em fase de liquidação judicial. O local deverá ser incorporado ao patrimônio da união.

“O projeto já está bem avançado. Existe uma urgência na expansão da Furg em São Lourenço com os novos cursos, pois a estrutura onde está instalada hoje não comporta esta ampliação. O aumento das instalações da Furg na cidade vai virar referencia no ensino superior e também na pesquisa”, disse Raupp.

São Lourenço já conta com um campus da Furg desde 2010, quando foi criado o curso superior de Tecnologia em Gestão Ambiental. A instituição conta com 250 alunos atualmente e com a expansão deverá chegar a 800 estudantes. Novos cursos deverão ser criados como Tecnologia em Gestão de Cooperativas e Tecnologia em Saneamento Ambiental. Todo o processo seletivo da universidade é feito através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Centro de Eventos

O projeto do Centro de Eventos de São Lourenço do Sul voltou a ser apresentado ao ministro do Turismo Vinicius Lages, em Brasília. Considerado uma das prioridades da gestão municipal, o Centro de Eventos está orçado em R$ 7 milhões e já tem R$ 2 milhões assegurados através de emenda parlamentar do deputado Henrique Fontana. Conforme o prefeito Daniel Raupp, o projeto encontra-se em fase de licitação na primeira fase e a segunda fase em analise pela Caixa Econômica Federal.