Ir para o conteúdo

São Lourenço do Sul - RS e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
São Lourenço do Sul - RS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Twitter
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
DEZ
05
05 DEZ 2017
SAÚDE
Seminário "Cuidado compartilhado na Atenção Básica"
enviar para um amigo
receba notícias

  

     Durante os dias 01 e 02 de Dezembro de 2017, ocorreu o seminário "Cuidado compartilhado na Atenção Básica", com o facilitador Drº Dinarte Ballester, que entre outras experiência foi um dos colaboradores do Guia do Matriciamento do Ministério da Saúde.

     O curso teve na abertura a participação da Secretaria Municipal de Saúde, Arita Bergmann e o Supervisor de Saúde Mental,  Flávio Resmini. A Secretaria relembrou o trabalho de 1988, onde já naquela época implantou os chamados agentes comunitários de saúde mental, que atuavam como "radares" nas comunidades, em relação a casos de saúde mental na área rural.

       O evento realizado no Salão Três de Maio contou com a participação de profissionais das Equipes de Atenção Básica, dos Centros de Atenção Psicossocial, Hospital Geral e Residentes, e abordou tópicos como: matriciamento, integração entre grupos de saúde mental e atenção básica, estratégias de compartilhamento do cuidado e desafios para a prática do cuidado compartilhado, entre outras propostas.

         No segundo dia do evento , o Prefeito Rudinei Harter, parabenizou as ações e inovações na área da saúde, destacou que a área da saúde é uma das prioridades do governo e que momentos como esse são importantes para qualificar o atendimento ofertado as pessoas.

  O coordenador de Saúde Mental, Flávio Resmini, ressaltou que o assunto debatido é muito importante, e que é impossível se pensar em saúde mental somente com serviços especializados, tamanha é a demanda epidemiológica que esses serviços tem, sendo assim o primeiro passo dado foi a aproximação das duas grandes equipes de Saúde Mental e a Atenção  Básica, visando com que se estreite as relações para que se responsabilizem no território pelo cuidados dos portadores de transtornos mentais, visando que cada vez menos encaminhamento a serviços especializados.

 

Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia